HOME AQUIDAUANA 
Com madeiras apreendidas, detentos de Aquidauana confeccionam móveis para instituições assistenciais
  Edson Paim,    Terça, 10 de Julho de 2018 - 18:02

Com madeiras apreendidas, detentos de Aquidauana confeccionam móveis para instituições assistenciais
Doação das madeiras foi autorizada pelo juiz de Direito da Comarca de Anastácio, Luciano Pedro Beladelli
7 horas atrás
Nas mãos de reeducandos do EPA (Estabelecimento Penal de Aquidauana), madeiras apreendidas pela Justiça se transformaram em móveis que servirão para o atendimento de idosos e crianças especiais em instituições sociais da cidade.

A ação faz parte de uma parceria entre a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) e o Poder Judiciário. A iniciativa, além de contribuir para a ocupação produtiva e profissionalização dos custodiados, também representa um exemplo de destinação correta, criativa e com enfoque social.

A doação das madeiras foi autorizada pelo juiz de Direito da Comarca de Anastácio, Luciano Pedro Beladelli. Ao todo, foram fabricadas pelos reeducandos na marcenaria do presídio seis camas para o Asilo São Francisco e dois bancos tipo namoradeira, além de uma mesa e uma cadeira reforçada para a Sociedade Pestallozzi.

“Com essa doação do Poder Judiciário de Anastácio, além de aproveitar um material que estava se deteriorando no tempo, foram realizadas ações sociais para as instruções e ocupação para os internos”, ressaltou o diretor da unidade prisional, Marco Aurélio Sales. Ele lembrou que, no ano passado, também aconteceu uma doação de camas ao asilo.



O magistrado que autorizou a doação explicou que, pelo fato de a madeira ter origem em um crime ambiental, a previsão legal é o seu perdimento, ou seja, não é devolvida ao dono por se tratar de carga ilegal, sendo esta alternativa adotada uma forma de proporcionar uma destinação produtiva.

Na opinião do diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, o exemplo de Aquidauana demonstra o comprometimento do sistema prisional do Estado, por meio de seus diretores e servidores, de buscar, cada vez mais, mecanismos que contribuam para a ressocialização dos custodiados, refletindo diretamente na redução dos índices de reincidência criminal.

“Realizamos vários outros projetos que beneficiam diretamente a população, como a reforma de escolas, confecção de brinquedos pedagógicos, produção de verduras à população carente, entre outras ações”, finalizou o dirigente.

A entrega foi feita à diretora do Asilo São Francisco, Maristela Soares do Prado Leite, e à diretora da Sociedade Pestallozzi, Fátima Mitue Midogutti, que comemoraram as doações promovidas pela Agepen, por intermédio do Estabelecimento Penal de Aquidauana, em parceria com o Judiciário. Segundo elas, os novos móveis serão muito úteis para as ações assistenciais realizadas. (*Fotos: madeiras apreendidas pela Justiça se transformaram em móveis que servirão para o atendimento de idosos e crianças especiais – Keila Oliveira/Agepen)


 Fonte:https://expressoms.com.br/inicio/geral/madeiras-detentos-aquidauana-moveis-instituicoes/

 Continue lendo matérias relacionadas a esta, clique aqui

   Publicidade:

 As Mais lidas
Quais os alimentos que contém carnosina? (Alexandrie Lasserre)
Corpo de Itamar Franco é cremado em Minas Gerais
Comida certa aumenta a capacidade de raciocínio, aprendizado e memória
A Guavira - Tradição do Cerrado Sul-Mato-Grossense
Casos de dengue dobram em janeiro e Rio entra em alerta

 Notícias Golspel
Isso Que é Viver - Renan Freixes (Hillsong Y&F - This Is Living) Cover
Natal ou Dia de Natal (Wikepédia)
‘Rolava tudo’, diz Thalles sobre vida antes de sucesso na música gospel
Festival Promessas celebra música evangélica no Rio de Janeiro

 Mundo Jovem
'Não mudamos o visual', diz Pe Lu sobre fase menos colorida do Restart
Em clima de histeria, Justin Bieber faz primeiro show no Brasil

Todos direitos reservados a EdsonPaim.com.br ®2010 | Desenvolvido por Dathus.c.rocha