HOME ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 
Saiba quais partidos definiram apoio no segundo turno das eleições presidenciais
  Edson Paim,    Quarta, 10 de Outubro de 2018 - 07:18

om a confirmação de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições presidenciais, os demais partidos começaram a definir a posição que adotarão no pleito.

No primeiro turno, Bolsonaro obteve 49,2 milhões de votos (46,03%) e Haddad, 31,3 milhões (29,28%). O segundo turno está marcado para o dia 28.

Saiba abaixo a posição dos partidos no segundo turno (em ordem alfabética):

DC: O partido de Eymael, que disputou o primeiro turno, decidiu nesta terça por uma posição de neutralidade no segundo turno. Com isso, os filiados estão liberados para votar em qualquer um dos dois candidatos.

Novo: O partido, que concorreu no primeiro turno com João Amoêdo, confirmou nesta terça-feira (9) que não vai apoiar nem Fernando Haddad (PT) nem Jair Bolsonaro (PSL). No entanto, a sigla declarou, em nota aos militantes, que é "absolutamente" contrária ao PT, que, segundo o Novo, "tem ideias e práticas opostas às nossas".

PP: A sigla divulgou um documento nesta terça em que declara que manterá postura de “absoluta isenção e neutralidade” no segundo turno. A legenda integra o chamado bloco do "Centrão" e no primeiro turno do pleito havia participado da coligação do candidato do PSDB, Geraldo Alckmin.

PPL: Em nota divulgada nesta terça, o PPL, que concorreu no primeiro turno com João Goulart Filho, declarou apoio a Fernando Haddad. Filho do ex-presidente Jango, Goulart Filho disse no comunicado que o país corre um "grande risco" diante da possibilidade de Bolsonaro se eleger no segundo turno.

PSB: Neutro no primeiro turno, o partido definiu nesta terça o apoio à candidatura de Fernando Haddad. A cúpula da legenda também resolveu liberar os diretórios regionais de São Paulo e do Distrito Federal, onde os candidatos do PSB, Márcio França e Rodrigo Rollemberg, respectivamente, disputarão o segundo turno ao governo estadual.

PSDB: Em reunião nesta terça, a Executiva Nacional do partido, que disputou o primeiro turno com Geraldo Alckmin, decidiu ficar neutro no segundo turno. A cúpula do PSDB, porém, decidiu liberar as direções estaduais da legenda a e os filiados a se posicionarem como quiserem nas unidades da federação.

PSOL: O partido, que disputou o primeiro turno com Guilherme Boulos, declarou que irá apoiar o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno. A decisão foi tomada pela Executiva Nacional do partido após reunião na segunda (8).

PTB: Em nota divulgada nesta terça, o partido anunciou apoio a Bolsonaro. Segundo a nota, as propostas econômicas do candidato do PSL são o principal motivo do apoio.

Copiar Endereço da NotíciaVoltar$(document).ready(function() {$("body").on("click",".copia",function(e){e.preventDefault();$(".end").show();$(".texto_copy").hide();$(".end").select();});}); googletag.cmd.push(function() { googletag.display('div-gpt-ad-1458763557860-3'); });


 Fonte:CORREIO DO ESTADO

 Continue lendo matérias relacionadas a esta, clique aqui

   Publicidade:

 As Mais lidas
Quais os alimentos que contém carnosina? (Alexandrie Lasserre)
Corpo de Itamar Franco é cremado em Minas Gerais
Comida certa aumenta a capacidade de raciocínio, aprendizado e memória
Casos de dengue dobram em janeiro e Rio entra em alerta
A Guavira - Tradição do Cerrado Sul-Mato-Grossense

 Notícias Golspel
Isso Que é Viver - Renan Freixes (Hillsong Y&F - This Is Living) Cover
Natal ou Dia de Natal (Wikepédia)
‘Rolava tudo’, diz Thalles sobre vida antes de sucesso na música gospel
Festival Promessas celebra música evangélica no Rio de Janeiro

 Mundo Jovem
'Não mudamos o visual', diz Pe Lu sobre fase menos colorida do Restart
Em clima de histeria, Justin Bieber faz primeiro show no Brasil

Todos direitos reservados a EdsonPaim.com.br ®2010 | Desenvolvido por Dathus.c.rocha